/Triumph renova e amplia sua linha de clássicas para 2016

29/10/2015

12191846_909140002498587_5168630314354823943_n

Embalada pela onda das motos com visual retrô, porém dotadas de tecnologia atual, a inglesa Triumph renovou completamente sua linha de motocicletas clássicas modernas. Inédita dos “pés à cabeça”, a família Bonneville foi ampliada e passa a contar com cinco novos modelos. Cada um com estilo e motorização característicos, porém sempre fiel à receita bicilíndrica das motos britânicas.

“Trabalhamos durante quatro anos no desenvolvimento das novas Bonneville. O objetivo era criar motos mais refinadas no aspecto visual e com um desempenho superior, mas sem perder o estilo”, explicou o diretor de gestão de marca da Triumph, Miles Perkins, durante o evento mundial de lançamento das novas motos realizados em Londres, capital inglesa, em outubro.

new_bonnie2As cinco novas modern classics (da esq. p/ dir.): Thruxton, Thruxton R, Street Twin, T 120 Black e Bonneville T 120

Cinco novos modelos foram apresentados à imprensa de todo o mundo no descolado bairro de Shoreditch, na zona leste londrina, onde a maioria dos muros é ocupada por grafites de artistas renomados, os mercados vendem alimentos orgânicos e os restaurantes mais famosos não são típicos Pubs ingleses. Ou seja, locais freqüentados por um dos públicos-alvos dessas novas motos: o jovem ligado em design que busca algo vintage, mas que funcione. “A onda de motos retrô também atrai motociclistas que tinham se aposentado e que agora se sentem motivados a voltar a pilotar esse tipo de moto”, esclarece Paul Stroud, diretor de vendas e marketing da Triumph.

Para atender esse consumidor com perfil tão variado, a Triumph criou três novas motos que, somadas às versões, totalizam cinco novos modelos. A Street Twin é o modelo de entrada da nova família; as Bonneville T 120 e T 120 Black exaltam o estilo clássico da moto mais famosa da Triumph; enquanto as novas Thruxton e Thruxton R remetem ao passado da marca nas pistas de corrida. “Uma gama mais ampla, focada em públicos distintos, deverá aumentar a participação da linha de clássicas modernas nas vendas mundiais da Triumph que hoje são de 55.000 motos ao ano”, acredita Stroud. As atuais Bonneville e Thruxton irão sair de linha.

evento_londresApresentação dos modelos aconteceu no badalado bairro de Shoreditch em East London. Todas devem vir ao Brasil em 2016

Todas têm três bicilíndricos inéditos, alimentados por injeção eletrônica de combustível, acelerador “ride-by-wire” e refrigeração líquida. Quadro, suspensões e freios também foram projetados para os novos modelos, mas é a eletrônica embarcada, que vai de freios com sistema ABS, passando por controle de tração e modos de pilotagem, a grande novidade das reformuladas Bonneville.

As novas motos
Os cinco novos modelos chegarão às revendas Triumph somente no próximo ano. “Nosso plano é comercializar todas elas no Brasil”, adiantou Fernando Filie, gerente de marketing e comunicação da Triumph no País. Além das motos, a fábrica inglesa também desenvolveu uma completa linha de acessórios para que o cliente customize e personalize sua moto de acordo com seu gosto – peças que também deverão ser vendidas nas revendas Triumph no Brasil. Há, inclusive, kits “inspiradores” criados pela própria marca, com temas que podem transformar a Street Twin em uma autêntica Scrambler, por exemplo, ou ainda preparar a Thruxton R para uma competição na pista. Conheça em detalhes as cinco novas motos da linha de clássicas modernas da Triumph.

Street Twin

484MUNDOMOTO_Street_TwinStreet Twin tem bicilíndrico de 900cc com refrigeração líquida, além de freios ABS e controle de tração

Modelo de entrada da nova linha de Bonnevilles, a Street Twin mescla estilo clássico com materiais modernos como o aro do farol em aço escovado ou o painel de mostrador único com uma pequena tela de cristal líquido. Contemporânea e com linhas minimalistas, a Street Twin é equipada com motor de dois cilindros de 900cc com refrigeração líquida e acelerador eletrônico, que promete torque em uma ampla faixa de giros: o par máximo é de 8,16 kgf.m já a 3.200 rpm – como comparação a atual Bonnie de 865 cc oferece 6,9 kgf.m de torque mas a 5.200 rpm. A Street Twin sai de fábrica com freios ABS e controle de tração. Deverá ser a mais acessível e brigar de frente com a Ducati Scrambler, recém-lançada no País – inclusive o preço dos dois modelos deverá ser bem próximo, segundo representantes da Triumph.

Bonneville T 120 e Bonneville T 120 Black

484MUNDOMOTO_Bonneville_T120_e_T120BlackBonneville T 120 (à esq.) e T 120 Black têm estilo mais clássico e novo motor bicilíndrico de 1.200cc, além de muita eletrônica: ABS, controle de tração e três modos de pilotagem

Com o estilo atemporal da icônica Bonneville, a T120 é a versão mais clássica entre os novos modelos. Traz rodas raiadas, farol e saída dupla de escapamento cromadas, com o visual típico da primeira Bonneville lançada em 1959. Já a versão “Black” tem diversas peças pintadas em preta e um ar de moto customizada. A grande novidade é um motor maior, de dois cilindros, mas com 1.200 cc e completamente novo. Chamado de “high torque” pela Triumph produz 10,71 kgf.m de torque máximo a 3.100 giros. Também com refrigeração líquida e acelerador eletrônico, os dois modelos T120 trazem ABS, controle de tração e três modos de pilotagem.

Thruxton e Thruxton R

484MUNDOMOTO_Thruxton_ThruxtonR_1Cafe Racers modernas: Thruxton R e Thruxton têm motor de 1.200 cc com mais potência e torque e também com toda a eletrônica embarcada

São as novas café racers da Triumph, ambas com motor de dois cilindros paralelos de 1.200 cc como nas T 120, mas com virabrequim, engrenagem volante e mapeamento que privilegia o desempenho em altos giros – embora a Triumph não tenha divulgado a ficha técnica de nenhum dos modelos, a fábrica garante que a Thruxton será a mais potente dessa nova família. O estilo vai agradar quem curte as motos antigas de corrida: dois semiguidões inclinados para baixo, com os espelhos retrovisores na extremidade, e uma posição de pilotagem mais esportiva. A versão R conta com garfo telescópico invertido na dianteira, sistema bichoque com amortecedores a gás na traseira e pinças de freio monobloco, que geralmente equipam as superesportivas atuais. A Thruxton R sai de fábrica com pneus voltados para o uso em pista. (Por Arthur Caldeira, de Londres*)

* O jornalista viajou a convite da Triumph Motorcycles do Brasil

(Fonte: InforMotos)

Comentários